4.12.07

Saint Peter do Wolverine, Batatas e Alface com Honey Mel


Mas ahh, aparece o brother aquele que foi teu colega em meados da época em que a tv pirata entraria em férias... ô lôco, quanto tempo se passou... e depois de velho que o brother vem ensinar a fazer um peixinho que me deixou sem palavras. E eu sugeri então, ainda remotamente, fazermos algum prato com batatas pra acompanhar o peixe, eis que o muchacho me larga a seguinte frase: "caraca, tenho uma receita de batata tmb que é o bicho!". Pronto, trabalho sujo Vaguinho: segue o cara no prato, "dá de mão nos talher" e registra a peleia.

Ingredientes:

- uma lata de milho verde
- uma caixinha de creme de leite
- sal (tu q sabes a quantidade)
- limão (uns 2 ou 3)
- mostarda em pó
- cebola cortada em rodelas (uma ou duas, ou mais, hehehe)
- queijo lanche/outro (pode ser fatiadinho e/ou ralado grosseiramente)
- batatas (óia galo, acho q 1,5kg)
- um cubo de manteiga
- alho desidratado
- 100g de queijo gorgonzola
- alface
- mel (acho legal entre 50 e 100ml)
- filezinhos de peixe (a quantidade eh contigo brother, acho q umas 500g tah legal). O brother comprou o tal de Saint Peter conforme indicação do vendedor. Era pura carne, e bem ameno assim, sem cheiro forte e tal... boa pedida
- meu segredo

Modo de preparo

Comecemos pelo peixe. Mentira, to de pegadinha, coloque os batatões para cozinhar na água, hehehehe. Agora sim, tempere o peixe apenas com um salzinho, o suco do limão e a mostarda em pó. Com o forno pré aquecido (mas ahhh), cobre o peixe com as cebolas em rodelas e podes deixar o peixinho se auto abafando-se a si mesmo propriamente na sauninha. Se a alface não estiver cortada, rasga as folhas em pedaços com as mãos ao lavar, pra não precisar dobrá-la ou até mesmo cortá-la (caraca, tróço tosco cortar alface) na hora de comer. Pega as alfaces prontinhas e reserva (aaaahhhh galo véio... "reserva"... toooda a base!).

Podemos então ir preparando (ó o gerúúúúndio!) o "molhozinho" que vai sobre as batatas. Para tanto, coloque o tabletão de manteiga na panela até derretê-lo e logo em seguida o alho desidratado. Some o gorgonzola desmanchando o mesmo (cara, eu escrevi "some", do verbo "somar" saca? eu jah sou praticamente um chef!). Pulverize a mostarda e era Wilson. No momento em que fazíamos, eu tinha uns 100ml de um recheio preparado para uns tomates que serviram de entrada (ver receita de tomates recheados) e misturei este contiúdo com o molho de queijo derretido. Tah na mão jorginho, agora é pegar as batatas já cozidas, des-cas-cá-las e cobrir com o "molhozinho", levando também ao forno em seguida, mas não sem antes colocar um pouco de queijo sobre as batatas.

No meio do vuco-vuco todo, entre comer a entrada que tu deves ter escolhido no site e preparar esse prato cheio de peripécias, ainda temos a cobertura do peixe que, até provar eu achava que não tinha nada demais... mais uma vez me despencaram os butiás do bolso... maluca e funcional! Coloque o milho da lata no liquidificador com o creme de leite, o meu segredo e bata. Quando eu digo bata, eu me refiro a ligar o aparelho pra ele fazer a mistura... não pra... bom, deixa pra lah. Tá na mão, voltemos ao peixe.

Digamos que o peixe já está entre 70 e 80% do tempo que deveria no forno, retire o mesmo e cubra com a mistura do liquidificador, colocando sobre toda essa loucura o queijo ralado grosseiramente ou mesmo em fatias finiiiiiiiiinhas. Volte o preparado ao forno e aguarde... a metamorfose estará em andamento e em alguns minutos o rango mutante estará tomando conta de você.

Pra não ficar sem ter o que fazer nesse tempo que resta, em uma xícara (ou um prato, ou sei lah) coloque o mel e misture com mostarda (não adianta suspirar, não vou dizer a quantidade, feeling brother! E essa mostarda eh aquela normal de cachorro quente...). Jeitosamente leve essa mistura por sobre a alface que estava reservada (se quiseres colocar umas gotas de limão, go ahead!)... Eis a salada de alface com mel e mostarda!
Já elvis, podes retirar o que tens no forno, servir com a salada e vamo nélson...

Dica do Japa

- receita boa pra fazer pros coroas, ou pra fazer com os amigos em um clima de reencontro e tal... nao fica pesado, dah pra comer à noite e etc.
- peixinho pode ser comprado no mercado público... sabe muuuuito!
- o mel, alface, limãozinho podem ser adquiridos nas feiras de 5a à tarde lá perto da casa do Ale na Botafogo em Poa, e se for perto das 19:30h eles estão liquidando a mercadoria para se verem livres! hehehe
- se tu tiveres um licorzinho de laranja e/ou cafeh em casa, o wolverine vai se amarrar... vai por mim.
- eu tava louco pra saber qual era o tal segredo cara, tem ateh livro e filme sobre isso... Daih o loco me tira um negocio do bolso, abriu e atirou no liquidificador com o milho e o creme de leite. Sabe o que era? Um tempero pronto, e na embalagem dizia "Meu segredo". Caraca, eu queria matar o wolverine.

Trilha sonora: Bah, agora sim, me puxei... quem tiver a oportunidade e quiser correr atrás, nao vai se arrepender de ouvir um som chamado 4+20 cujo autor(es) é(são) Crosby Stills Nash & Young. Se entenderes a letra então, eh de arrepiar. Em segundo lugar na parada, o cd dos Rolling Stones vale também (tiiiiimeeee is on my side, yes it is!!!!!).

TCF – The Cooking Fellowship

Um comentário:

Spk disse...

Mas ahhhh

Peixinho Saint Peter, e eu comendo Merluza e Cação achando que sabia tudo de peixe, heheheh. Vou procurar essa parada ai no Mercado Público e ver colé.

Baita receita brother. É TCF expandindo seus horizontes na cozinha ;o)

t+

Spk