17.9.07

Almôndegas de fim-de-noite ao molho branco amarelado


Pois então. Após uma longa temporada sem postar nada nesse humilde blogg, vamos aliviar um pouco o stress da semana postando uma receita nova nesse espaço magnífico que o Google nos cedeu. Infelizmente procuramos publicar ao menos uma receita nova por mês, e apesar dos pedidos (e acredite, eles existiram), o mês de agosto passou em branco por aqui. Não que as receitas não tivessem saído, apenas não houve tempo ocioso para publicá-las mesmo, portanto agora vai uma sequência de 3 receitas para ver se reconquistamos a credibilidade de "fazedores de comida" (pois não temos a pretensão de insultar a classe dos cozinheiros), que conquistamos a duras penas ou melhor, sabores ;o).

Essa receitinha de almôndega é uma barbada, fácil e de baixo custo, que você pode fazer com uma mão nas costas e tomando o vinho do gringo com os brothers.

Ingredientes:

- 1Kg de carne moída (neste ponto é faz-se necessária sua intervenção, pois se for cozinhar para pessoas que você gosta compre guisado de 1º, senão taca de 2º mesmo que eles não vão nem notar a diferença);
- 1 ramo de salsinha picadinha;
- 2 embalagens de caldo de picanha em pó;
- 2 colheres de margarina;
- 2 ovos;
- 2 cebolas (uma delas para o molho);
- meia xícara de farinha de trigo (se você estiver no nordeste usa Sarandi que é da família);
- meia xícara de farinha de mandioca (usa Veneranda, não vai me estragar a receita né);
- 1 pacote de queijo minas;
- sal a gosto;

Para o molho:
- 1 pacote de ricota;
- 1 copo de requeijão;
- 1 caixinha de creme de leite;
- uma das cebolas que você separou lá em cima, devidamente picadinha;
- 3 colheres sopa de vinho branco;
- sal a gosto;

Modo de Preparo:

- Uma barbada, mas meio demoradinho. Enfim, em um recipeinte grande o suficiente para que você possa misturar tudo, espalhe o guisado e vá temperando-o com o caldo de picanha em pó. Deixe o guisado lá na paz de Jah, descansando, enquanto você frita uma das cebolas em duas colheres de margarina. Frite-as com uma pitadinha de sal até ficarem em douradinhas e reserve. Voltando a atenção para o guisado, adicione os dois ovos e continue mexendo com as mãos até que o ovo esteja bem disolvido na carne. Adicon a farinha de mandioca e continue misturando, por uns 5 minutos. A idéia é que fique o mais homogêneo possível. Adicione a farinha de trigo e mexa por mais 5 minutos. Adicione aquela cebolinha na manteiga que está reservada
e mexa por mais 5 minutos. Adicione a salsinha picadinha e já sabe né? Vá misturando até ficar bem consistente. Quando estiver bem firme, tempere com sal a gosto.

- Até aqui tudo bem não é?! Certo, então segue o baile. Corte o queijo minas em pequenos cubinhos. Separe uma porção grande o suficiente para enrolar um pedacinho de queijo dentro, e feche a almôndega com o queijo minas no seu interior. Vá enrolando as almôndegas com um pedaço de queijo dentro, e quando estiverem prontas, coloque-as no congelador ou freezer.

- Enquanto as almôndegas estão congelando, vamos fazendo o molho. Numa panela aqueça um pouco de azeite da Olívia e doure uma cebolinha picadinha. Quando estiver bem dourada, adicone um pouco de farinha de trigo (cuidado nesse processo para a farinha não grudar no fundo da panela). Misture por 5 minutinhos e adicione o creme de leite. Continue mexendo e adicione o copo de requeijão. Mexa por mais alguns minutos, até que fique bem consistente e adicione a ricota raladinha no molho. Mais uns minutinhos mexendo e você já pode adicionar as 3 colheres de vinho branco e sal a gosto. Desligue o fogo e deixe a panela tampada, curtindo o vinhozinho.

- Beleza, agora você terá que intervir novamente pois esse é um momento crucial na receita. Você pode escolher por fazer as almôndegas fritas ou no forno. Seja qual for a sua opção, retira as almôndegas do congelador, frite-as (em óleo bem quente) ou asse-as (numa forma bem untada). Depois de prontas, esparrame o molho sobre as almôndegas e vá ser feliz...

Dica do Japa

- Faça as almôndegas fritas;
- Você pode adicionar outros tipos de queijo para fazer o molho ou mesmo substituir a ricota por um outro de sua preferência.

Trilha sonora da receita: Pela hora do Fundo de Quintal (mas ahhh... "Eu sei que vai dar bololôô")

Entretenimento áudio-visual para auxílio degustativo do prato: Grenal de domingão onde o Grêmio mete 1 x 0 no rival e acaba o ano com vitória nos 2 gre-nais realizados no ano.

Idealizador e hábil executor da receita: Spk

Have fun

t+

Spk

Um comentário:

fernandock disse...

Essa foi a primeira receita do TCF que fiz, e se pah, ficou sensacional!
abraço!