6.6.08

Winter Scripts - Iscas de porco acebolado com aipim agregado


Ahhhhh o friozinho do sul... mais uma da seriezinha "receitas de inverno TCF" onde a dica é usar o fogão à lenha para esquentar não só os rangos, mas os guerreiros que prepará-los-ão. Seu Alceu acha a carne de porco com aquela capinha de gordura/couro por metade do valor de mercado, em Sapucaia do Sul, e simplesmente não precisa nem terminar de me contar pra estarmos a caminho da tal casa de carne para esvaziar os bolsos.

Armas/Munição:

- Carne de Porco (usei paleta, mas fique a vontade brother)
- Alho
- Sal
- Óleo (pode ser o da olívia)
- Cebola (uma grande ou toca ficha em varias menores)
- Oréganozinho, derepente alecrim... vai que é tua tafarel
- Açúcar (umas 100g)

Modipreparo:

Vai pra casa da tua sogra meu velho, pra mostrar quem é que manda na cozinha. Daí quando tu te apertares, tu pedes pra ela uma mãozinha, garanto que se a sogra for das boas, ela ajuda e tu ainda fica com o mérito. Corte a carne de porco em iscas (tche, cubos - ou quase isso - de 3x3 cm em media). Passe o sal. Com um fio de óleo na panela, deixe a carne fritar (ela vai soltar a gordura da bruxa e cozinhar na propria gordura). Adicione bastante alho picado e as ervas que tu conseguiu recolher. Cozinhe entre meia hora e uma hora, dependendo da altura do fogo, da panela e tudo mais que possa interferir. Bah, mas 1h de cozimento nao eh muito? Talvez, mas se a carne ficar beeeem passada, fica triiii boa.
Ah, quando começares a cortar o porco ainda sangrando, ehehe, descasque o aipim/mandioca e com água e sal deixe-o cozinhando na panela de pressão para amaciar durante 1h também (o mesmo tempo do preparo detalhado da carne).
Voltando a vaca fria, digo, ao porco, quando faltarem uns 5 minutos para terminar o prazo de cozimento, adicione as cebolas cortadas em rodelas e continue mexendo pra nao queimar a carne né meu querido.
Tchê, gracias ao Alceu que achou a carne ao preço que estava, à dona sogra que já dizia durante o preparo: "enquanto um mata, o outro enterra" (nao me entendam mal, é apenas uma analogia ao trabalho em equipe) e aos demais adoradores do prazer de comer bem.

Dica do japa:

- Mexer sempre (mas só de vez em quando) o porco pra nao queimar/grudar na panela
- Acompanha um vinhozinho a receita, bah, nota 10
- A grande jogada da receita, plus adquirido em virtude da divisão de tarefas com a dona sogra, é tu dourares o açúcar em uma outra panelinha/frigideira... mas só derretê-lo até que o mesmo fique douradinho ainda líquido (looooonge da consistência de caramelo). Então derrame este líquido sobre a carne de porco e verás a mágica da coloração e texturização do prato. É impressionante, a gente morre, morre, morre e não vê tudo! Isto deve ser feito no início do processo, quando a carne estiver começando a dourar, entrando para o estado de mal-passado digamos assim.

Trilha Sonora da receita: Bom, como ninguém é perfeito, passava na tv o show do Leonardo enquanto cozinhávamos. Mas eu não estava na minha casa né, pois se estivesse, eu estaria ouvindo as payadas de Jaime Caetano Braum - "Bochincho" é uma boa pedida.

Entretenimento audio-visual: Mas ahhhh... melhor de tudo é após ter este prato para o jantar, enquanto a mulherada lava a louça, tu assistires confortavelmente no sofá da sala ao primeiro jogo dos playoffs da NBA: Lakers x Celtics.

TCF - The Cooking Fellowship é "O que a casa oferece" (.blogspot.com)

Um comentário:

iliane disse...

adorei conhecer o blog de vocês.!!!!.tô a horas rindo e me deliciando com as receitas....super divertido...acredito que ai ..tudo vira uma grande festa!!!parabens...